segunda-feira, fevereiro 20, 2012

Carta de um Inimigo

Oi,  eu o vi ontem quando você começou as suas tarefas diárias. Você se levantou sem orar a Deus o dia todo. Você se quer fez menção de orar, de fato, nem se recordou de agradecer pelo alimento. Você é muito mal agradecido(a), e é isso que eu gosto em você. Também me satisfaz a enorme falsidade que demonstra sempre que se fala do seu crescimento cristão. Raramente você lê a Bíblia e quando faz está muito cansado(a) para isso, ora muito pouco e frequentemente ora sem pensar nas palavras que diz. Por qualquer motivo falta ou chega atrasado(a) nos cultos ou nas reuniões da igreja, e o que dizer das suas queixas em trabalhar na pregação do evangelho, de falar de Jesus para outras pessoas. Como você facilita as coisas para mim menino(a). Não posso descrever minha alegria que em todo este tempo que você está seguindo o seu Deus, você não mudou nada o seu comportamento. Tantos anos se passaram e você continua se comportando como no início. Você pensa que não tem nada para mudar. Coitado(a), você me encanta. Eu me recordo das piadas sujas que você diz e eu não rio da graça que acha nelas, eu rio de um(a) filho(a) de Deus que participa disso. Todas as vezes que você e o sua(seu) namorada(o) saem, eu fico torcendo para ficarmos a sós logo, e aí você já sabe o que acontece. Filho(a), a verdade é que nós passamos muito bem. A música vulgar e de duplo sentido que você escuta me encanta, como sabe dos grupos e cantores que gosto de cantar e escutar?. Também desfruto muito quando você difama e se rebela contra o seu Deus. Sinto-me extremamente feliz. E quando lhe vejo dançar esses tipos de movimentos que tanto o fascinam, há como eu gosto! Certamente quando você se diverte de maneira santa, me desilude, me deixa triste, mas não há problema, sempre há outras oportunidades. As vezes você me faz serviços incríveis, quando dá mal exemplo aos seus amigos ou mesmo as crianças que quando permitem que percam a inocência por meio da televisão ou coisas desse tipo. São tão receptivos que logo imitam o que vê. Agrada-me que vá raras vezes, eu tenho que tenta-lo(a) por que você sempre cai por sua própria conta, você busca os momentos próprios para se expor as situações perigosas. Agora se você realmente me ama, não mostre essa carta a ninguém.

Com perversa e alegria,

Satanás.

Via (jesusmyshepherd|tumblr)

0 comentários:

Comente!