segunda-feira, janeiro 16, 2012

Pornografia: o novo ramo da indústria gospel

Desde que se começou a achar que o evangelho, para ser relevante, precisava conter coisas do mundo para ser atraente, as coisas começaram a desandar.

Parece que os autores de dessa nova metodologia pensam que apalavra gospel virou sufixo e que basta adicioná-la no final de qualquer expressão que represente um modismo mundano que tudo se torna de Jesus.

E, como se já não bastasse aplicar esse lamentável conceito ao evangelismo, agora decidiram levá-lo também para a intimidade do casal cristão. Isso mesmo! A indústria gospel resolveu investir na produção de filmes eróticos evangélicos.

Modificando para justificar

Para diferenciar da pornografia tradicional, todas as obras possuem algumas regras de conduta: os protagonistas dos filmes são casais — marido e mulher mesmo - na vida real, todas as cenas seguem preceitos do sexo cristão — e tem a religião como princípio -, nunca é extraconjugal e práticas como ménage, sadomasoquismo e nudismo (!) são impensáveis.

Sex shops online

Mas não pense que é somente isso. Há também sex shops online criados para apimentar a relação de acordo com preceitos da Bíblia, mas que na prática oferecem os mesmos produtos das outras sex shops - o que muda é só o nome.

Até onde isso vai parar?

Escrito por Célio Reis

Fontes consultadas: (yahoo! Mulher)

0 comentários:

Comente!