terça-feira, maio 17, 2011

Tudo ou nada por C.S. Lewis


Em 1972 a revista Ultimato publicou o artigo "Tudo ou nada" de C. S. Lewis.

Dizem, às vezes, as pessoas: “ A religião não me atrai”. Certa ocasião conheci uma moça que me disse: “A religião serve, desde que não exagere”. Pessoas que falam assim pensam que a religião é algo como futebol ou música, que pode servir para alguns, mas não para outros, ou que pode interessar até certo ponto, mas não além. O primeiro passo em direção à maturidade é compreender que isto não faz sentido.

O cristianismo não é um passatempo nem um remédio que se pode vender sem receita médica. Fazem-se afirmativas:
- Deus existe.
- O homem está falido.
- Deus tornou-se Homem e pode transformar todos os outros homens.
- Nenhum outro pode fazer isto.
- Aqueles que não são transformados são “lançados fora”.

Se estas afirmativas são verdadeiras, elas atingem a todos e são de infinita importância. Se não são, não afetam ninguém e nenhuma importância têm.

Ou nada ou infinito. Ou este fio está eletrizado ou não está. Estando eletrizado, conduz uma corrente de voltagem "infinita". O cristianismo não pode ser “mais ou menos” importante.

O Deus dos cristãos não quer isto ou aquilo de você: Ele quer VOCÊ – tudo o que faz parte de você. Isto não é exorbitante. Ele FEZ você: Ele se tornou homem para recuperá-lo. (Você gostaria de tranformar-se num animal durante vários anos?) Ele o mantém vivo a cada momento. Ele lhe dá cada instante que você pensa ser seu. De fato, você é propriedade dele e Ele o quer.

Há os inimigos – dEle e seu – que também lhe querem. Se você não se entrega a Deus, então os inimigos irão tomá-lo. A guerra entre eles e Ele é intensa demais para que alguém seja neutro. Uma pessoa que procura ser neutra será fatalmente capturada pelos inimigos. É preciso escolher o seu lado.

Alguns dizem que não podem acreditar nisto, porque sendo a terra tão pequena em relação ao universo, Deus não Se importaria com o que acontece nela. Mas um pequeno lugar pode ser de muita importância numa guerra.

(Stalingrado, no mapa, parece ser um lugar muito pequeno, todavia foi o ponto estratégico na batalha de defesa da Rússia.)

É por isto que insistimos: ponha todo o seu ser (cada parte tem valor) e imediatamente (cada minuto é importante) ao lado de Deus. Apresente-se para o serviço. Faça agora sua primeira oração, em qualquer lugar que esteja. Diga-lhe que você deseja lutar. Nunca soube de alguém que se arrependesse deste passo.

Sem dúvida, há muita gente boa que não é crente, assim como há muita gente boa que toma o trem errado. Mas o que importa é onde vai terminar. O trem errado parece tão bom como o outro, antes da partida, e pode mesmo acompanhá-lo por uma considerável distância, mas no final ele falha e você fica na mão.

0 comentários:

Comente!